Mitos e verdades sobre a ressaca

O consumo exagerado de bebida alcoólica não é aconselhável por profissionais da saúde, uma vez que pode causar diversos problemas ao organismo O ideal é ter moderação, mas há momentos em que isso não acontece e o excesso pode levar posteriormente ao conhecido estado de ressaca, que é quando os níveis de álcool no sangue começam a cair.

Para minimizar esses efeitos, Gardenia Pinheiro, docente do curso de Nutrição do Centro Universitário FMU, ressalta que estar hidratado é fundamental para atenuar os sintomas, uma vez que a ressaca é também um sinal de desidratação do organismo.

“Se houve exagero no consumo do álcool, uma excelente escolha é beber muita água, seja ela com ou sem gás, além de água de coco.”

Abaixo, a profissional destaca algumas ferramentas para amenizar os sintomas, além de desconstruir os mitos sobre o tema:

Misturar diversos tipos de bebida é um agravante para os efeitos da ressaca?

Sem dúvida. Principalmente porque quando consumimos diferentes tipos de bebidas tende-se a perder o controle da quantidade ingerida.

Café forte cura a ressaca?

A cafeína é estimulante e ela atenua a sensação de sonolência e dor de cabeça causadas pela ressaca.

Tomar uma colher de azeite antes de beber pode ajudar a minimizar os efeitos da bebida?

O que acontece é que a gordura do azeite retarda a absorção do álcool, mas invariavelmente em algum momento ele será absorvido, o que significa que você poderá sofrer com a ressaca de qualquer maneira, uma vez que ao demorar para causar o efeito, a tendência é a de aumento do consumo.

É indicado ingerir isotônicos?

Há controvérsias. Existem linhas de pesquisa que acreditam que sim, uma vez que além de água há a presença de eletrólitos importantes perdidos com o consumo excessivo de bebida alcóolica. Outras vertentes apontam que o uso de isotônicos só deve ser feito por atletas de alta performance, pois a intensidade dos treinos os leva a perder com frequência esses eletrólitos e é necessário repor rapidamente. A opinião da especialista é de que o melhor isotônico natural é a água de coco, então, invista nela.

Algumas pessoas acreditam que ingerir uma dose de cerveja ajuda a atenuar o efeito da ressaca após a bebedeira. Isso é verdade?

Trata-se de um mito. Afinal, cerveja tem álcool e a pessoa ficará ainda mais desidratada. A melhor saída sempre será o consumo de água.

Como deve ser a alimentação de uma pessoa que está de ressaca?

A alimentação deve ser leve, saudável e privilegiar a hidratação. Além da água e da água de coco já mencionadas, frutas, legumes e verduras são as melhores opções para os dias após a bebedeira. A banana, por exemplo, é uma ótima pedida para a recuperação do potássio perdido. Já o brócolis é rico em cisteína, um aminoácido responsável pela expulsão de parte do acetaldeído (álcool da bebida), o que acelera o processo de cura da ressaca.

Por fim, a nutricionista deixa uma receita de chá para auxiliar a aliviar os sintomas da ressaca:

Foto: Centro Universitário FMU

Chá de gengibre

Sobre o Centro Universitário FMU

O Centro Universitário FMU é referência na qualidade de ensino e empregabilidade de seus alunos e, em 2018, completou 50 anos. A Instituição oferece mais de 70 cursos de Graduação Tradicional e Tecnológica, mais de 100 cursos de Extensão, 100 opções de Pós-graduação lato sensu (Especialização e MBA) nas modalidades presencial e a distância, bem como cinco opções de Pós-graduação stricto sensu (Mestrado em Direito da Sociedade da Informação, Mestrado em Saúde Ambiental, Mestrado em Administração em Governança Corporativa, Mestrado Profissional em Jornalismo e Mestrado Profissional Em Projeto, Produção E Gestão Do Espaço Urbano).Possui estrutura moderna, campi de fácil acesso e professores altamente qualificados que oferecem aos estudantes uma formação diferenciada para lidar com as demandas do mundo do trabalho. Desde 2014, integra a rede internacional de universidades Laureate, que conta com 25 instituições de ensino e mais de 850 mil alunos pelo mundo. Pela iniciativa Global Office, oferece aos seus alunos as ferramentas necessárias para o desenvolvimento da carreira com foco na empregabilidade, sob uma perspectiva internacional. A Instituição também se dedica a potencializar a transformação contínua da sociedade, desenvolvendo projetos que atendem às necessidades atuais da população, tais como atendimentos nas áreas de saúde e direito, entre outros.

Sobre a Laureate Brasil

A Laureate Brasil, integrante da rede global líder em ensino superior Laureate International Universities, é formada por 12 instituições, com mais de 50 campi em oito estados brasileiros, 309 mil alunos e polos em diversos locais do país na modalidade de educação digital. Fazem parte do grupo mundial: Business School São Paulo (BSP); CEDEPE Business School; Complexo Educacional FMU/FIAM-FAAM; Centro Universitário do Norte (UniNorte); Centro Universitário IBMR; Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter); Centro Universitário FADERGS; Centro Universitário UniFG; Faculdade Internacional da Paraíba (FPB); Universidade Anhembi Morumbi (UAM); Universidade Potiguar (UnP); Universidade Salvador (UNIFACS); e EAD.br.

Sobre a Laureate International Universities

A Laureate International Universities é a maior rede global de instituições de ensino superior, com mais de 850 mil estudantes matriculados em 25 instituições presenciais e online, em mais de 150 campi, com programas de graduação e pós-graduação (lato e stricto sensu) de qualidade e focados na empregabilidade dos estudantes, em uma ampla gama de áreas de conhecimento. A organização é a maior Empresa B Certificada® do mundo na área de educação e tem a missão Here for Good, que significa estar aqui para o bem e para sempre, pois acredita que quando os alunos obtêm sucesso, países prosperam e a sociedade é beneficiada. Saiba mais em: http://www.laureate.net

Você pode gostar...