A Páscoa e o chocolate

ovodepascoa

No próximo domingo, dia 5 de abril, é celebrada a Páscoa. Entre todos os símbolos desta data, os populares ovos de chocolate são muito lembrados, uma vez que as pessoas possuem a tradição de presentear umas às outras. Embora simbolize a ressurreição de Cristo, o ovo de Páscoa surgiu na Antiguidade, há muitos anos os egípcios e os persas já davam ovos coloridos com as cores da Primavera.

Segundo pesquisa encomendada pela Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab), o brasileiro prefere mais o chocolate ao leite, depois o branco e, por fim, o meio amargo.

“Com isso, tome cuidado com os excessos de chocolate, pois como eles podem estar em grandes quantidades nesta fase, esse consumo calórico elevado podem durar muitos dias”, orienta a coordenadora do curso de Nutrição da Universidade Cruzeiro do Sul, Ligia Lopes.

Para que as pessoas possam comparar as calorias de todos os tipos de chocolates, a docente apresenta a tabela abaixo.

Tipos de chocolate e suas respectivas calorias

Tipo de chocolate

Calorias por barra de 30g

Ao leite

A massa de cacau é substituída em parte por leite em pó, resultando em um gosto mais adocicado.

137 kcal

Amargo

Possui grande concentração de massa de cacau (60 a 85 %) e pouco açúcar.

125 kcal

Meio amargo

Possui de 40 a 55 % de cacau, pouca quantidade de manteiga de cacau e açúcar.

145 kcal

Branco

Contem manteiga de cacau ao invés de massa de cacau.

156 kcal

Dietético

É isento de açúcar, sendo destinado ao público diabético, porém muitas vezes compensam essa ausência com uma maior quantidade de gordura, tornando-se mais calóricos do que os chocolates convencionais.

148 kcal

A origem do chocolate

Produto obtido a partir do cacau, fruto do cacaueiro, originário da América do Sul e produzido em larga escala no Brasil. Embora a origem do cacau seja exata, sabe-se que já era consumido pelos astecas e maias antes dos espanhóis levarem à Europa.

O chocolate foi inicialmente utilizado como bebida, um tanto amarga, feita da mistura do cacau torrado com água. Em meados do século XVIII, os franceses desenvolveram o chocolate com uma consistência sólida, porém mais pastosa do que a atual. Em 1910, no entanto, que finalmente a barra de chocolate começou a ser vendida.

“Apesar de oferecer mais calorias provenientes basicamente de gordura e açúcar, o chocolate possui muitos benefícios à saúde, é interessante descobrir o que o chocolate tem de bom”, explica a professora Ligia.

Benefícios do chocolate

  • Também é rico em proteínas;
  • Boa fonte em minerais como ferro, cálcio, magnésio, potássio e fósforo e vitaminas do complexo B;
  • O magnésio, presente de forma mais abundante no chocolate com no mínimo 50% de massa de cacau, supre a quantidade diária deste nutriente, que por sua vez tem ação antagônica ao cálcio, favorecendo o controle da pressão arterial;
  • O chocolate amargo é rico em flavonoides, que são compostos polifenólicos vegetais que atuam como antioxidantes e podem auxiliar na redução dos riscos de doenças cardiovasculares. Em média, o chocolate amargo possui o triplo de antioxidantes do que o chocolate ao leite.

Dicas de como consumir

  • Para tirar um maior proveito dessas substâncias, ao invés de comer maiores quantidades de chocolates de uma só vez, é muito melhor que pequenas quantidades sejam ingeridas diariamente. A inclusão de 30 gramas de chocolate por dia não é considerada exagerada, desde que esteja inserida em um estilo de vida saudável, com bons hábitos alimentares, atividade física regular e menos preocupações. Essa é a receita para a longevidade;
  • Observe com cuidado a rotulagem nutricional do chocolate escolhido e também a lista dos ingredientes. Segundo a legislação, os ingredientes devem ser descritos conforme a quantidade na receita, ou seja, a quantidade dos ingredientes deve ser escrita do mais abundante para o menos abundante;
  • Outra dica é com relação ao o aumento dos preços do chocolate nesse período de Páscoa, atente-se para o preço das barras ao invés dos ovos de chocolate.

Sobre a Universidade Cruzeiro do Sul

Há quase 50 anos atuando no ensino superior, a Universidade Cruzeiro do Sul conta com, aproximadamente, 37 mil alunos, distribuídos em Graduação, Pós-graduação lato e stricto sensu, a distância e presencial, pelos campi Anália Franco, Liberdade, São Miguel e Pinheiros. É reconhecida por sua forte atuação na área social e pelo destaque em vários indicadores oficiais nas áreas de ensino, pesquisa e extensão. Integra a Cruzeiro do Sul Educacional S/A, formada também pela Universidade Cidade de São Paulo (São Paulo/SP), pelo Centro Universitário do Distrito Federal (Brasília/DF), pela Universidade de Franca (Franca/SP), pelo Centro Universitário Módulo e pela Faculdade Caraguá (Caraguatatuba – SP), e pela Faculdade São Sebastião (São Sebastião/SP); um grupo de ensino superior de atuação nacional que reúne instituições academicamente relevantes e marcas reconhecidas em seus respectivos mercados.

Visite: www.cruzeirodosul.edu.br

www.cruzeirodosulvirtual.com.br

Comida e Receitas

Fundado em 2007, o site Comida e Receitas tem como objetivo ser referência do setor, para isso vai além do feijão com arroz e conta com milhares de receitas incluindo receitas típicas, regionais e até internacionais, além de dicas, glossário, matérias e especiais temáticos.

Você pode gostar...